MENSAGEM DE PAULO DE TARSO

MENSAGEM DE PAULO DE TARSO


Filhas e filhos encarnados a quem eu muito amo de todo o coração: preparai-vos sem perda de tempo, com todo o fervor dos vossos corações, porque os fatos estão bem próximos e nada poderá impedir que eles se positivem, porque é urgente, é imprescindível adaptar o solo terreno às necessidades das gerações que se aproximam.

Quando as Forças Superiores decidiram empreender as operações destinadas a modificar a topografia da Terra, muitos seres humanos poderiam encontrar-se no solo terreno com nomes diferentes do que atualmente possuem. Isto deve ter sucedido há mais de dois mil anos, e desde então várias encarnações ocorreram a cada um dos Espíritos que ora se encontram na Terra. 

As modificações do solo terreno, como já foi dito, têm o objetivo de incrementar a produção de alimentos para o homem do próximo século em diante, em face do crescimento da população deste pequeno mundo. 

Sendo a Terra uma perfeita escola, onde os seres humanos ingressam de século em século em busca de no vos conhecimentos e experiências de que necessitam para a sua ascensão na escala espiritual, há necessidade de trazer para cá alguns milhões de almas que se encontram no Além aguardando a sua vez de reencarnarem, também.

Isto sucede em face da lentidão verificada no aprimoramento das almas que têm estado na Terra, e mesmo da maioria das que ainda estão, do que resulta a necessidade de se ampliar as áreas de produção de alimentos para servir aos atuais e aos futuros ocupantes do solo terreno. Com este propósito está sendo preparada uma extensa área que se encontra submersa e que deverá aparecer à superfície dentro de alguns anos. 

Esta área, pela sua extensão geográfica, bem poderá tornar-se um novo continente para abrigar um bom número de habitantes, já a partir dos primeiros anos do próximo século. Os trabalhos, nesse sentido, estão prosseguindo com toda a eficiência, de maneira a corresponder à expectativa das Forças Superiores. 

Para adiantar o que me é permitido adiantar, eu direi que se trata de uma área geográfica inteiramente coberta de gelo, o qual está sendo degelado lentamente mediante a incidência dos raios solares para lá encaminha dos. 

E, a propósito, desejo fiqueis sabendo que as operações já em curso na Terra não constituem fato isolado, ou seja, um acontecimento só do Planeta Terra, mas sim, uma operação na qual vários outros planetas deste Sistema Solar, especialmente convocados pelas Forças Superiores, têm destacada presença e atuação. 

A começar pelo Sol, que vem desempenhando a sua parte há muito tempo, a Lua, Marte, Mercúrio e Vênus têm cada qual sua tarefa importante a desempenhar em relação às modificações que se estão operando no vosso pequeno mundo. 

Cada um desses planetas irmãos está dirigindo suas potencialidades para este globo terrestre, visando mantê-lo no mais perfeito equilíbrio dentro da faixa cósmica em que deve manter-se. 

Isto que esses planetas estão agora fazendo, não é senão uma retribuição do que têm recebido da Terra, em ocasiões em que também tiveram que realizar modificações substanciais em sua estrutura.

Convocados pelas Forças Superiores do Universo a cooperar na atual modificação topográfica do mundo terreno, todas as potencialidades daqueles planetas foram sincronizadas com as deste mundo, no sentido de que se mantenha, não só o equilíbrio vibratório da Terra, como também a posição ocupada por ela na faixa cósmica. 

Ao Sol foi solicitada sua maior incidência sobre as duas extremidades do globo terrestre, com o fim de lentamente operar o degelo que deverá dar lugar ao aparecimento das áreas até agora inaproveitadas pelos se res humanos, por absolutamente desnecessárias. O degelo, que está acontecendo sob a incidência dos raios solares, terá como conseqüência imediata o aumento do volume líquido do globo terrestre, com o crescimento relativo do nível dos mares, e a cobertura em algumas regiões de áreas atualmente descobertas. 

Resultará desse fato uma provável submersão das margens mais baixas ao longo de certos mares, incluindo neste fenômeno, algumas cidades e vilas que poderão desaparecer completamente. 

Isto, no entanto, não ocorrerá de chofre, de maneira a lançar o pânico nas populações, mas lentamente, para que sejam tomadas – em tempo – as devidas providencias.

E aqui vai um aviso e um conselho aos administradores e responsáveis pelas populações instaladas à beira-mar: vão tomando medidas de acautelamento de suas populações, visando a afasta-las dessas áreas para lugares mais elevados topograficamente, a fim de as preservarem do que possa acontecer nas localidades em que ora vivem. 

Uma das medidas acertadas, que posso aconselhar, será a construção de novas cidades satélites daquelas que ora existem muito próximas ao mar, e tratar de transportar para elas boa parte – senão a totalidade – das indústrias existentes nas cidades baixas.

Esta providencia terá dois grandes objetivos: resguardar o parque industrial existente e a localização de boa parte da população das diversas classes relacionadas com as atividades industriais.

É medida para ser devidamente estudada pelos dirigentes de cada região do mundo terreno.

A função que está sendo desempenhada pela Lua, no êxito das modificações em andamento na Terra, tem igualmente uma importância decisiva. A ação lunar se exerce sobre vários setores deste pequeno planeta, atualmente com muita eficiência. Sendo a Lua um planeta magnético a serviço da Terra, é ela quem se incumbe de irradiar o seu enorme potencial sobre a direção do elemento água da superfície, estimulando-o e dirigindo-o através do solo terreno, em perfeita continuidade e em todos os lugares desta pequena esfera.

No momento atual, este satélite está operando a germinação, no subsolo terreno, de milhões de pequeninas sementes trazidas dos planos invisíveis, das quais deve resultar o breve aparecimento de um sem-número de novas plantas destinadas ao enriquecimento do processo alimentar e terapêutico dos seres humanos. 

Aquelas pequeninas sementes são trazidas no estado de desmaterialização, apenas, portanto, “em essência”, e assim são lançadas no subsolo das áreas consideradas as mais apropriadas, e aí entregues à ação e cuida dos da influência lunar.

Este satélite magnético, tomando-as aos seus cuidados, irradia sobre suas essências os poder dos seus flui dos magnéticos, destinados a fornecer às sementes o “invólucro material” a ser constituído de matéria quintessenciada da Terra. Este processo pode durar meses e anos, segundo a natureza da semente e da região em que tiver sido lançada.

A influência lunar, porém, de par com os cuidados das Forças Superiores, sempre dão lugar à germinação das pequeninas sementes, e, conseqüentemente, ao aparecimento da respectiva planta na superfície. Obtido isso, redobram os cuidados das Forças Superiores no sentido do seu crescimento, floração e frutificação, para que resulte daí a difusão de cada um desses exemplares por meio de suas sementes caídas no solo.

Em todos estes estágios de cada planta são indispensáveis os fluidos magnéticos lunares, sem os quais se tornaria impossível um tal gênero de operações.

As vibrações dos demais planetas, como Marte, Mercúrio e Vênus, têm igualmente um elevado sentido de cooperação para o completo êxito das modificações que se estão operando na Terra. 

A Marte, por exemplo, compete derramar sobre toda a superfície terrena, a potência de suas irradiações de força sobre cada um dos detalhes das modificações estabelecidas na superfície da Terra, visando à sua maior consolidação e solidez. De Marte partem, constantemente, para este pequeno mundo, as mais elevadas idéias construtivas, visando a estimular a memória dos seres humanos, no sentido de implantarem neste pequeno mundo certos melhoramentos necessários. 

A influência de Marte é, pois, decisiva na implantação na Terra de quanto possa conceber e realizar o cérebro humano.

Os Altos Dirigentes de Marte, que visitam este plano freqüentemente, estão seriamente empenhados na aceleração do progresso do mundo terreno. Alguns importantes melhoramentos já em vias de realização entre vós, têm contato com a eficiente colaboração de nossos progressistas irmãos marcianos.

Resta-me falar-vos ainda de Mercúrio e Vênus, no que diz respeito à sua atuação, nesta fase extraordinária do vosso pequeno planeta. 

A influência desses dois irmãos mais velhos da Terra é exercida de um modo que eu denominarei “conjuga do”, porque assim é realmente.

Estes dois planetas estão influindo conjuntamente no setor artístico e cultural da Terra. 

Enquanto a influência de mercúrio, por exemplo, se exerce sobre a germinação dos elementos artísticos no ambiente terreno, a ação de Vênus estimula-lhes o crescimento, soprando sobre esses elementos o seu poder peculiar.

Uma imagem terrena lhes dará uma idéia mais perfeita deste fenômeno, que é a ação conjugada de Mercúrio e Vênus sobre o vosso mundo terreno. 

Imaginai que dois de vós vos encontrais, ocasionalmente, numa região onde deverão pernoitar ao ar livre. Vós necessitais do fogo para aquecer ou assar vossos alimentos, porém possuem apenas um isqueiro. Tereis que conseguir um pouco de lenha para conseguir o fogo. Um de vós vai utilizar o isqueiro para produzir a chama e o outro poderá “assoprar” para que o fogo pegue na lenha.

Nessa simples operação, um de vós desempenhou o papel de Mercúrio e o outro, de Vênus.

Eis aí, numa imagem bastante pobre, é verdade, a maneira pela qual se produz na Terra a “ação conjugada” desses dois grandes amigos do vosso planeta, situados no mesmo Sistema que o vosso.

Dessa maneira se processam as modificações, já em curso, em algumas das regiões desta pequena esfera, como vedes revestida de certa complexidade. 

Vós todos e cada qual de per si podem ajudar muitíssimo as Forças Superiores, no sentido de que os resulta dos se positivem com o mínimo de dificuldades, se vos dispuserdes a concentrar os vossos pensamentos diariamente, por um minuto que seja, nesta grandiosa tarefa. Um minuto será o bastante para que a vibração dos vossos pensamentos, reunida em favor do êxito completo das operações em curso, possa leva'-las à sua mais rápida e feliz concretização.

O ideal seria que essa concentração de um minuto se fizesse em hora certa para todas as pessoas; e se isso se desse às 24h – à meia-noite – sua potência poderia apresentar-se tão forte que ela própria seria capaz de operar as modificações necessárias. 

Como isso é aparentemente impossível – devido aos vossos afazeres diários – se cada um pudesse realizar "o seu minuto de concentração mental" na hora que mais lhe conviesse, estaria cooperando para ajudar as Forças Superiores a concluirem (em tempo recorde, como desejam) a ingente tarefa de modificar a topografia deste planeta.

Eu explicarei, em seguida, a maneira pela qual será utilizada a força mental que irradiardes, durante o vosso minuto de concentração. E aqui recordarei novamente a imagem da lenha reunida. 

Imaginando, portanto, que o "vosso minuto" reúna uma força mental correspondente a um graveto, e sejam milhares ou milhões a cooperar neste sentido, serão milhares ou milhões de gravetos reunidos, cada dia, pelas Forças Superiores, em conseqüência da vossa concentração de "um minuto", apenas. 

E já imaginastes, porventura, o volume de lenha que isso produzirá, diariamente? 

Transportemos, então, a imagem para o campo da força mental propriamente dita, e veremos o enorme potencial que ela representa, a ser utilizado pelas Forças Superiores em favor dos seus objetivos de transformação para melhor, das atuais condições do mundo terreno. 

Eu vos asseguro uma compensação em Luz e progresso para os vossos Espíritos, equivalente à força mental que puderdes irradiar, no desejado "minuto de concentração mental" a que, acima, me refiro. 

Agora um esclarecimento necessário. 

Como a vossa desejada concentração mental deve ter um alvo, para nele se reunir no Alto, sugiro-vos que imagineis para esse alvo a figura do globo terrestre, tal como a conheceis através dos objetos escolares. 

Assim dirigido o vosso pensamento, ele se reunirá no mesmo ponto, e aí será recebido e captado pelas Forças Superiores. 

Eis aí o alvo que deveis formular. 


Mensagem ditada pelo Espírito de Paulo de Tarso.
Extraído do livro: “Elucidário” – Diamantino Coelho Fernandes. Ed. Freitas Bastos. Um dos livros básicos, psicografados, para o esclarecimento de todo o processo da transição planetária.


SOLIDARIEDADE

"Se já dominas a ti mesmo, ampara aqueles que ainda não conseguem evitar a própria irritação.

Se te sentes com saúde, socorre o doente.

Se estás forte, auxilia aos mais fracos.

Se tens algum dinheiro, faze a doação de alguma parcela ao necessitado que espera a bênção de um pão.

Solidariedade é lei da vida.

Hoje consegues apoiar alguns, amanhã, talvez precisarás do apoio de todos."