Supostos bruxos são linchados por espalhar cólera no Haiti

Ao menos 12 pessoas foram linchadas nos últimos dias no sudoeste do Haiti por um grupo de cidadãos enfurecidos que os acusavam de ter trazido a epidemia de cólera ao país.
fontes médicas falaram em ao menos 15 mortos por linchamento. Dessas mortes violentas, oito teriam acontecido em Morom Chambellan, três em Jérémie, duas em Dame Marié e duas em Guinodé.
A epidemia de cólera já deixou mais de 1.800 mortos no país caribenho desde meados de outubro. O país ainda se recupera dos estragos após o forte terremoto de 12 de janeiro, que matou cerca de 250 mil pessoas e deixou 1,3 milhão de desabrigados vivendo em acampamentos improvisados.
"Uma dezena de pessoas acusadas de ter trazido o cólera para a região, que até o momento não o tinham, foram assassinadas a golpes de facão e a pedradas, e seus corpos foram queimados na rua", disse um inspetor da polícia haitiana, por telefone, à France Presse. Os crimes aconteceram no Departamento (Estado) de Grand'Anse, no sudoeste do Haiti.
"O primeiro caso de linchamento aconteceu na semana passada e, desde então, tivemos casos todos os dia, e também tentativas frustradas", disse o funcionário da justiça Kesner Numa, que começou uma investigação.
Os linchados são "pessoas acusadas de bruxaria vinculada ao cólera; segundo a multidão, tinham semeado uma substância que propaga a doença na região", explicou Numa.
"É difícil investigar, já que a população se nega a colaborar com a Justiça, porque acreditam de verdade que os bruxos matam aproveitando a epidemia de cólera".

Fonte: folha_uol

SOLIDARIEDADE

"Se já dominas a ti mesmo, ampara aqueles que ainda não conseguem evitar a própria irritação.

Se te sentes com saúde, socorre o doente.

Se estás forte, auxilia aos mais fracos.

Se tens algum dinheiro, faze a doação de alguma parcela ao necessitado que espera a bênção de um pão.

Solidariedade é lei da vida.

Hoje consegues apoiar alguns, amanhã, talvez precisarás do apoio de todos."